{Diário de Viagem} Nosso roteiro de 4 dias em Santiago

8 de setembro de 2016

Como eu já contei aqui, meu marido e eu estivemos em Santiago no início de agosto para miniférias (e comemorar nosso primeiro aniversário de casamento), aproveitando 4 dias completos por lá com um roteiro que foi super proveitoso e suficiente para conhecer o principal da cidade.


Nossa viagem começou em Florianópolis, de onde saímos às 19h com destino à Guarulhos. De lá, partimos quase meia-noite para Santiago.

Dia 01 (Quarta-feira) 

Chegamos no aeroporto de Santiago por volta de 3h e assim que pegamos as malas fomos em busca de transfer para o apart. Pesquisei em alguns balcões e logo decidimos pela Delfos, pagando $6.900 por pessoa (cerca de R$38) em uma van coletiva. Levamos uns 30 min do aeroporto até o hotel, localizado no centro da cidade.

Acordamos pelas 9h e saímos em busca de café da manhã (optamos pela reserva sem café da manhã, pois o café do apart não tinha recomendações muito boas no TripAdvisor), chegando no Starbucks depois de umas 4 quadras.

Próximo passo foi trocar dinheiro, o que fizemos na Rua Agustinas, e seguimos caminhando até a Plaza Conztituicion, onde fica o Palacio de La Moneda, sede do governo e onde acontece, em dias alternados, a troca de guarda. (Antes de ir, verifique se no dia da sua visita haverá troca de guarda nesse link).

Continuamos nosso roteiro à pé pelo centro, fomos até o Palácio da Justiça e chegamos à Plaza de Armas, que é o marco zero de Santiago e local onde está a lindíssima Catedral Metropolitana.


Seguimos até o Mercado Municipal, mas confesso que não me agradou, pelo intenso cheiro de peixe e pelos garçons em um assédio tão intenso quanto.

Terminamos nossa rota pela região central perto das 13h e pegamos um metrô para conhecer o famoso restaurante El Giratorio. (Conto mais sobre ele no próximo post.)

Do restaurante seguimos para o shopping Costanera Center, demos uma volta (com comprinhas na H&M e na minha queridinha Todomoda).

Com o cansaço da viagem e a adaptação à altitude, resolvemos encerrar o passeio e voltar para o hotel de Uber (a viagem custou cerca de R$15).

Mais tarde retornamos para o mesmo shopping para jantar no Hard Rock Cafe (sempre!).



Dia 02 (Quinta-feira)

Começamos o dia com um café da manhã na Castaño, cafeteria que está espalhada por toda Santiago e tem doces ótimos, várias opções de salgados, com um café delicioso.

Em seguida fomos caminhando até o Cerro de San Cristóbal, para isso cruzamos o Parque Florestal e andamos pelo barrio Bellavista explorando a região e chegamos aos pés do Cerro.

Subimos de Funicular ($3.000 por pessoa, aproximadamente R$16) e ficamos por um tempo apreciando a paisagem e conhecendo o local que abriga uma pequena igreja, um espaço para celebrações ao ar livre e a estátua da Imaculada Conceição.


Na saída encontramos os Francisco, brasileiro com quem contratamos o passeio do dia seguinte ao Valle Nevado, fomos até a agência para acertar os detalhes e ele nos indicou almoçar no restaurante ao lado, com comida boa e com preço justo (para os padrões locais).

Depois do almoço caminhamos pela região, passando por La Chascona, a casa do poeta Pablo Neruda. Encerramos nosso passeio por ali, pois tínhamos visita agendada na vinícola Concha y Toro.

Seguimos para a Concha y Toro fazendo um trecho da viagem de metrô e segundo de Uber, pois a região das vinícolas é afastada da cidade.

Ao chegar na bilheteria informamos que tinhamos reserva para as 17h e nos perguntaram se gostaríamos de fazer o passeio com guia em português que saia 15 minutos antes do que havíamos agendado, aceitamos, pagamos o valor de $12.000 por pessoa e pouco depois já estávamos iniciando o tour.

O passeio é ótimo, conhecemos a residência da família Concha, as vinhas (eles mantém no local as cepas de diversas variedades para apresentar ao público), seguimos para a primeira degustação, na qual os visitantes já recebem as taças que usarão ao longo das degustações e sacolas para levá-las pra casa. Adiante, logo iniciamos a visita à adega onde fica o casillero del Diablo, lenda ícone da Concha y Toro, onde é contada a lenda através de um breve desenho animado. Por fim, degustamos outros dois vinhos e encerramos a visita na loja.


Saímos de lá às 18h30min e retornamos de Uber para o hotel, em uma viagem de 1 hora e cerca de R$100.

Chegamos ao hotel exaustos, descansamos um pouco e decidimos sair para comer algo perto do hotel, mas nos supreendemos com quase todos os restaurantes fechados. Acabamos pegando uma pizza para comer no hotel e acabou sendo a melhor opção, assim ficamos mais descansados para aproveitar o dia seguinte.

Depois desse textão, os dias 03 e 04 ficam para o próximo post! ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário