Guia Buenos Aires: Roteiro completo para 4 dias

16 de fevereiro de 2016

Agora que já falamos sobre como começar a se organizar e o que levar para Buenos Aires, vamos pensar no roteiro.

Acredito que em 4 dias você consegue conhecer e aproveitar o melhor de BsAs, então mesmo que chegue num final de tarde ou de noite, vamos pensar que na chegada você vai apenas explorar os arredores do hotel e escolher um restaurante por perto para sua primeira experiência gastronômica.


Antes de começar a ler o meu roteiro, lembre-se: pare para um café sempre que passar por um Havana e pare para tomar sorvete sempre que passar por um Freddo. Vale muito, sempre!

Vamos ao roteiro?!

Dia 01 - City tour pelos principais pontos da cidade e Palermo Soho
Seja contratando o serviço com uma agência, seja usando um ônibus hop on - hop off, o city tour é a melhor maneira de conhecer os pontos turísticos e ter uma noção geral da cidade.
Pontos que não tem tanto o que fazer, como a Floralis Genérica (aquela linda escultura de flor de metal Plaza de las Naciones Unidas).

O city tour também passa por La Boca e pelo Caminito, permanecendo tempo suficiente para conhecer ambos sem que você precise dedicar mais um dia naquela região.

Em La Boca a arte é efervescente. Há artesanato, telas de artistas locais e quadros originais que podem servir de lembrança do local. 

Lá também há dançarinos de tango pelas ruas, cantores, estátuas vivas... Também é sede de La Bombonera, o estádio do Boca Juniors.

Na região existem várias lojinhas e galerias de artesanato e lembranças.

Ao final do city tour pare para almoçar e siga pelo centro, conheça a Calle Florida, rua cheia de lojinhas e ambulantes. É na Florida que estão grandes lojas como a Falabela (mega loja de departamentos) e a Zara. Também estão lá filiais da Isadora e da Todo Moda, duas lojas de acessórios muito famosas pelos preços e pela variedade.

Termine o passeio na Galerias Pacífico, um shopping lindo com lojas chiquérrimas, considerado ponto turístico por sua arquitetura espetacular. Uma volta para conhecer é indispensável. 
Ah, o shopping possui uma filial da MORPH (uma mistura de Tok e Stok e Imaginarium com preços mais legais, ou seja, parada obrigatória).

Vá para o hotel, descanse um pouco e prepare-se para a noite no tango.

Noite 01 - Tango
É cliche, eu sei. Muita gente diz que é "pega turista", mas não esqueça que você é turista, sim! E os shows de tango das casas tradicionais são superproduções e a experiência completa do jantar e show é algo sensacional e vai ser um ótimo jeito de terminar o primeiro dia na cidade.

Minha experiência foi na Esquina Carlos Gardel: O lugar é lindo, cada detalhe da casa traz um luxo para ser visto. O jantar é gostoso, com serviço à francesa e é composto por entrada, prato principal e sobremesa. As bebidas já inclusas - cerveja, refrigerante, água, vinho e café - são servidas realmente à vontade. 

Já o show é incrível, dos dançarinos aos cantores, da banda no palco suspenso ao cenário e figurino impecáveis. 

O jantar e o show custaram USD140, mas o serviço de transporte do hotel-tango-hotel está incluso, é caro com o dólar em alta, mas vale cada centavo.

Ah, o jantar inicia às 20h30min e o show às 22h30min, com duração de 1h30min.

Dia 02 - Compras e o melhor restaurante de massas de BsAs
Comece o dia nos outlets e lojas da Av. Córdoba, siga para o incrível Salgado para almoçar e continue  a maratona de lojas na região das Ruas Aguirre, Guirruchaga e Murillo. 

No próximo post vou fazer um guri completo sobre as lojas e outlets de Bue. 
Salgado alimentos
O lugar é uma autêntica casa de venda de massas frescas, mas funciona como restaurante também! Ou seja, garantia de massa fresquíssima, preparada na hora, em um ambiente bastante simples, mas original e charmoso. O preço é excelente, a comida idem! 
Noite 02 -  Jantar em Puerto Madero e Cassino Flutuante
Às margens do Rio de la Plata, Puerto Madero é um conjunto arquitetônico de galpões que já serviram, no passado, para armazenagem de produtos e alimentos que chegavam pelo mar. 
Hoje revitalizado, com ótimos restaurantes e a Ponte de la Mujer que atraem turistas e moradores locais. 

É super gostoso de caminhar por lá à noite e explorar os restaurantes ótimos que estão por ali.
(O Lupita, restaurante mexicano, é uma ótima pedida. Ou escolha uma das tradicionais Parrillas.)

Após o jantar, aproveite a noite no Cassino Flutuante.
Cassinos são proibidos na província de Buenos Aires e para driblar a lei seus donos o instalaram dentro de um navio em Porto Madero. Lá, ele não fica sediado no território de Buenos Aires, e, assim, responde às leis marítimas, que permitem o jogo.

Dia 03 - Recoleta e San Telmo
Comece o passeio pelo Cemitério de la Recoleta.  Mórbido? Talvez. Estranho? Muito. Mas a arquitetura e a beleza do Cemitério combinados com o fato de abrigar o jazigo de Evita e de grandes políticos fizerem com que ele se tornasse ponto turístico. 

É o mais antigo da cidade. Todo mundo que vai à Buenos Aires passa pelo cemitério da Recoleta, bairro aristocrático da cidade, para conhecer o túmulo de personalidades passear por suas praças e ver as esculturas. 

Após, de uma passada pela Feira da Recoleta, uma feirinha alternativa cheia de achados interessantes e siga para o Buenos Aires Design, shopping de design cheio de lojas de decoração interessantes e onde está o Hard Rock Café, onde você poderá almoçar (se tem Hard Rock, aproveite!). 

Depois do almoço, siga para San Telmo para aproveitar a feira de antiguidades, que funciona aos domingos, das 10:00 às 17:00, quando a praça Dorrego, a Rua Humberto Primo e a rua Defensa são invadidas por artistas, que dançam e tocam tango ao ar livre, e inúmeras barraquinhas de porteños vendendo antiguidades, cacarecos, discos de tango. O astral da feira de San Telmo é único, inconfundível. Um verdadeiro mergulho na cultura de Buenos Aires.

A região também é cheia de brechós (até Karl Lagerfeld adora os brechós de Bue) e abriga a estátua da mais ilustre cidadã argentina, a Mafalda, na esquina das ruas Chile e Defensa.
Mafalda é uma criação do artista Quino, que vivia exatamente no prédio que fica nessa esquina, na época. Ainda é um dos melhores exemplos de quadrinhos argentinos, país onde esta arte é muito respeitada, com diversas editoras especializadas. Vale a pena procurar o livro Toda Mafalda, com a coleção completa de tiras.
Noite 03 - Café Tortoni
Mais um clichê que você precisa seguir! 
Localizado na Avenida de Mayo, é um dos cafés mais antigos e tradicionais de Buenos Aires e costumava receber os grandes nomes do tango argentino. 
A decoração e as comidinhas são grandes atrações, não é barato, mas também não é abusivo (melhor e mais barato do que o clássico carioca Confeitaria Colombo).

Dia 04 - Palermo Soho e compras no supermercado
Pela manhã conheça Palermo Soho, um bairro jovem de BsAs com ruas encantadoras e lojinhas incríveis e alternativas.

A Barbie Store é aqui (Av. Raúl Scalabrini Ortiz, 3170), com cheirinho de chiclete!
Ao chegar perto, você já percebe, não é possível passar despercebida: tudo rosa e um fusca da mesma cor estacionado em frente. O interior, também rosa, apresenta uma atmosfera de encanto.
Uma das fofuras do lugar é a Barbie tea house, cheia de doces fofos, coloridos e em formatos lúdicos. Os preços são altos, mas é ótimo para as mamães ficarem ali enquanto suas pequenas brincam de boneca.

Ainda em Palermo, é possível visitar o Jardim Japonês, espaço inspirado na cultura nipônica.
Quando fui pela segunda vez almoçamos no restaurante do Jardim Japonês, foi muito bom, além de muito tranquilo.

Em Palermo também fica o MALBA (Museu de Arte Latino Americana), cujo acervo inclui trabalhos de Tarsíla do Amaral e Frida Khalo, e o Zoo de Palermo, segundo zoológico mais visitado do mundo.

Escolha aquilo que mais interessar, pois o tempo é curto!

Depois, procure um supermercado e vá comprar vinhos, dulce de leche, alfajores... É o melhor lugar para comprar vinhos e guloseimas para trazer de lembrança para amigos e para si (porque não?) com variedade e preços ótimos é nos supermercados. Assim, está será a última parada antes de fechar as malas e seguir para o aeroporto.

Tenha a certeza de você deixará Buenos Aires já com saudades e pensando em voltar!

No próximo post vou falar sobre as lojas e outlets, dar sugestões de outros passeios para quem vai ficar por mais tempo em Bue e contar algumas curiosidades sobre a cidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário